A chegada de um irmãozinho – 3 cuidados básicos

A gente sabe que nenhuma criança aceita facilmente a chegada de um irmão ou de uma irmã, mesmo que os pais continuem demonstrando muito afeto e procurem ensiná-la a amar o recém-nascido. Não é fácil ser o centro da casa e das atenções e, de repente, aparecer um concorrente!

Mas o fato é: só com o tempo esse “incômodo” vai desaparecendo. Durante o começo, é importante que os pais tenham cuidado com as manifestações de afeto com o bebê na presença do irmão mais velho. O grande segredo é fazê-lo entender que ele também participa desse presente, que pertence a todos.

Uma maneira inteligente de diminuir esse mal-estar é fazer com que ele próprio vá descobrindo o bebê, que brinque com ele, faça carinho, carregue nos braços… sempre com a vigilância dos pais, é claro. Tirar fotos juntos é divertido! Ser responsável também pode ser: quando o irmão mais velho conhece as necessidades do pequeno, colabora na sua atenção e cuidado, sentindo-se parte desse novo amor que enche a casa.

É muito importante também que os pais expliquem para ele o privilégio de ser o primogênito. Um passeio ao parque, uma ida ao zoológico, ao cinema ou até num restaurante podem ser oportunos para essa “conversa de adultos”. Pode ser um esforço nessa fase inicial com o bebê, mas o objetivo é que o mais velho aprenda a controlar o ciúme e compreenda que muito em breve o irmãozinho será um grande cúmplice.

3 cuidados básicos que os pais devem tomar:

1 – Evite a criação de 2 famílias: uma entre mãe e recém-nascido e outra entre pai e primogênito. Os dois devem se revezar nos cuidados com os filhos.

2 – Preste atenção para o primogênito não se tornar grande de um dia para o outro. Ele continua sendo uma criança pequena que requer cuidados e amor.

3 – Deixe claro ao seu filho maior que o pensamento concreto dele “quando tenho um brinquedo, não quero brincar com outro” não se aplica a filhos. A chegada de um irmão não significa que ele será deixado de lado.

A chegada de um pequenino na família é um grande presente que todos podem desfrutar! Envolvimento, afeto e uma dose de paciência são essenciais para que juntos todos se adaptem à nova vida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *