Bebês podem usar repelente?

 

No verão os mosquitos se proliferam com mais velocidade. Para nos proteger de alergias e de doenças como dengue e febre amarela precisamos usar repelentes. Mas e os pequenos? Podem usam qualquer um?

A principal função dos repelentes é confundir os mosquitos, atrapalhando a percepção de nosso cheiro, que é o atraente dos insetos. No Brasil existem três tipos de repelentes: DEET, icaridina e IR3535, todos com efeitos e duração diferentes.

DEET é o ativo mais comum. Para uso adulto é indicado na concentração de 10% a 15% e para uso infantil entre 6% a 9%, a partir de 2 anos. A duração é de até 6 horas e não apresenta riscos a gestantes.

O ativo icaridina, cujo princípio é derivado da pimenta, pode durar até 10 horas mas também não deve ser usado em crianças menores de 2 anos. É o mais recomendado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e também é seguro para gestantes.

O IR3535 é o único que pode ser usado em crianças a partir dos 6 meses de idade mas seu tempo de ação estimado é mais curto, de 2 a 4 horas, dependendo da concentração. Não apresenta riscos a gestantes.

Crianças menores de 6 meses não devem usar repelentes pois sua pele é altamente permeável e pode acabar absorvendo boa parte do produto que é tóxico. Nesses casos o melhor é a proteção física: mosquiteiros, manga comprida, etc.

Por fim, uma observação importante: aplique o repelente apenas nas áreas expostas e nunca debaixo das roupas pois essa prática aumenta a chance de absorção do produto pela pele.

Para maiores informações e orientações, converse com seu pediatra.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *