Comparação, você já caiu nessa armadilha?

“Seu bebê não faz isso AINDA?” Quem é mãe com certeza já ouviu esta frase e pior, de alguma forma se culpou por estar fazendo algo de errado…

Segundo Kathy Seal, co-autora do livro “Pressured parents, stressed-out kids”, a culpa da comparação é do nosso instinto de sobrevivência: fazemos as comparações para nos reassegurar de que estamos fazendo tudo certo.

Comparar é normal, mas pode ser estressante. Para não cair nessa armadilha, lembre-se sempre:

✓ Se seu filho está atingindo as metas dentro da faixa etária normal, a velocidade com que isso acontece não interfere no desenvolvimento de habilidades posteriores;
✓ Embora possamos ajudar nossos filhos a aprender coisas novas, não podemos forçá-los a alcançar certas fases antes que eles estejam prontos;
✓ O que funciona bem para uma criança pode ser um desastre para outra;
✓ Cada casal tem uma história, cada casa uma dinâmica.

RESUMO: mude de assunto ou caia fora! A comparação pode nos impedir de apreciar plenamente o que nossos filhos conseguem fazer. E, quando se trata da personalidade do seu filho, a aceitação pura e simples pode ser a chave de qualquer problema!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *