Shantala – a massagem milenar indiana

7917050118_53560437e1_b

Quem não gosta de ver seu filhote mais calmo, com menos cólica e com um soninho tranquilo? Para nos ajudar nesta missão e ainda aprofundar o vínculo afetivo com nosso bebê, conheça a Shantala.

Trata-se de uma técnica de massagem que surgiu na Índia e foi documentada e divulgada por Frederick Leboyer, obstetra francês que fotografou e filmou uma mãe (chamada Shantala) aplicando a massagem em seu bebê.

Em seu livro “Shantala, Massagem para bebês: uma arte tradicional”, Leboyer enfatiza a importância de quem vai aplicar a massagem estar prestando toda atenção em seu bebê, mantendo o olhar em seus olhinhos, coração com coração.

A massagem dura em média 20 a 30 minutos e este tempo deve ser reservado apenas para isto, para que se tenha efetividade. Segundo o ensinamento tradicional, a técnica pode ser aplicada a partir do primeiro mês de vida.

Benefícios

1. Relaxamento, tranquilidade – o toque abrange todo o corpo do bebê, alivia cólicas e garante um soninho gostoso.

2. Desenvolvimento, melhora nos sistemas respiratório, digestivo e muscular – a massagem no peito expande a caixa torácica, os movimentos na barriga auxiliam o funcionamento do intestino a movimentação de braços, mãos, pernas e pés facilita o desenvolvimento da musculatura.

3. Consciência corporal – noção de espaço e dos limites do seu corpo.

Contraindicações

1. Não aplicar logo após o bebê ter sido amamentado.

2. Não aplicar caso o bebê esteja com algum tipo de mal estar ou doente.

3. Não aplicar caso o bebê esteja dormindo. Nunca acorde o bebê para realizar esta massagem, mesmo que seja em horários habituais.

4. Não aplicar quando o bebê está gripado, com febre ou com a pele sensível.

Conclusão

A Shantala é cada vez mais popular e cresce a cada dia o número de pesquisas científicas que objetivam comprovar seus benefícios.

Fato é que esta massagem é uma das formas dos pais aprofundarem o vínculo afetivo com seus bebês pois oferece a oportunidade de terem um contato mais prolongado. O toque carinhoso aproxima, transmite amor e carinho através das mãos. Esse contato / interação / encantamento ajuda os pais a conhecerem o corpo do seu bebê e como se comunicam.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *